Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘sociologia’

Lisboa junta-se a outras cidades em todo o mundo na 8ª Viagem de Metro Sem Calças! que vai decorrer no dia 10 de Janeiro. Todos podem participar! Basta ler as instruções no blog, e aparecer (vestido/a) à saída inferior do Metro de Telheiras às 15:00 desse dia.

Instruções e informações em improvlisboa.blogspot.com Divulguem e apareçam!

When

Jan 10, 2009 3:00 pm (Saturday)

Where

Metropolitano de Lisboa (map)

Metropolitano de Lisboa
Lisbon, 11
Portugal

Who
No performers specified
What
Lisboa junta-se a outras cidades em todo o mundo na 8ª Viagem de Metro Sem Calças! que vai decorrer no dia 10 de Janeiro. Todos podem participar! Basta ler as instruções no blog, e…

Event details: No Pants! (Sem Calças!) ’09

Description

Event details: No Pants! (Sem Calças!) ’09

Description
Todos estão convidados para o Sem Calças! ’09 Lisboa, que se vai realizar no dia 10 de Janeiro às 15h00.

O No Pants! é uma missão pública que é realizada anualmente em várias cidades do mundo; a primeira decorreu no Metro de Nova Iorque em 2002. Aqui está um vídeo da última: YouTube

Todos podem participar, sem aviso nem inscrição. Basta aparecer, vestido normalmente. Tudo o que é preciso saber está neste post: lê-o com cuidado.

*Isto é uma missão participativa. Não apareças se não tens intenção de tirar as calças.*

DETALHES
Quando: Dia 10 de Janeiro, às 15h00 (em ponto!)
Onde: Jardim de Telheiras, ao lado do metro. (R. Francisco Gentil)
Trazer: Um bilhete/passe de metro.
Não trazer: Câmaras de nenhum tipo, por favor.
Vestir: Roupas normais de Inverno (e calças, claro)
Facebook: Se tens Facebook, podes registar e divulgar este evento.
After Party: Depois da missão haverá uma after party informal. Quem chegar sem calças tem direito a uma bebida!

Necessário:

– Disposição para tirar as calças no Metro.

– Capacidade de manter a compostura enquanto o fazes. (i.e.: Não rir.)

– Em princípio, devem trazer-se cuecas ou boxers opacos por baixo. Nada de fios dentais: não tragas nada que mostre mais que um fato de banho. Viajar sem calças não é proibido, mas incomodar os passageiros com a nudez alheia é.

– Trazer kilts, saias, calções, vestidos e collants não conta.

– Podes trazer roupa interior especial, mas por favor nada que transmita a mensagem “Vesti esta roupa interior porque estou a fazer uma cena bué marada e parva!”. O objectivo é os passageiros verem que são pessoas normais, apenas sem calças.

– Se quiseres traz também alguma coisa que costumes usar para passar o tempo no Metro: um livro, um jornal, uns auscultadores, etc.

O No Pants! do ano passado reuniu 900 pessoas em Nova Iorque, e quase 2000 em todo o mundo. A reportagem do evento do ano passado está aqui e recomenda-se: No Pants! ’08

Já é da praxe: espalhem isto pelos vossos amigos, familiares, colegas e vendedores de gelados. Tragam amigos convosco no dia (especialmente amigas, que ficam sempre relutantes nestas coisas).

Para +info usem o blog improvlisboa.blogspot.com, ou o e-mail improvlisboa@gmail.com

Até lá!
Agente Somos,
ImprovLisboa

O ImprovLisboa é um grupo informal urbano centrado em Lisboa. O nosso objectivo é causar situações inofensivas de caos e alegria, despertando sorrisos no dia cinzento da cidade. A última grande missão pública foi o Pillow Fight Club, uma guerra de almofadas amigável que reuniu mais de 200 pessoas na Alameda Afonso Henriques.
 Event details: No Pants! (Sem Calças!) ’09
Description

Event details: No Pants! (Sem Calças!) ’09

Description
Todos estão convidados para o Sem Calças! ’09 Lisboa, que se vai realizar no dia 10 de Janeiro às 15h00.

O No Pants! é uma missão pública que é realizada anualmente em várias cidades do mundo; a primeira decorreu no Metro de Nova Iorque em 2002. Aqui está um vídeo da última: YouTube

Todos podem participar, sem aviso nem inscrição. Basta aparecer, vestido normalmente. Tudo o que é preciso saber está neste post: lê-o com cuidado.

*Isto é uma missão participativa. Não apareças se não tens intenção de tirar as calças.*

DETALHES
Quando: Dia 10 de Janeiro, às 15h00 (em ponto!)
Onde: Jardim de Telheiras, ao lado do metro. (R. Francisco Gentil)
Trazer: Um bilhete/passe de metro.
Não trazer: Câmaras de nenhum tipo, por favor.
Vestir: Roupas normais de Inverno (e calças, claro)
Facebook: Se tens Facebook, podes registar e divulgar este evento.
After Party: Depois da missão haverá uma after party informal. Quem chegar sem calças tem direito a uma bebida!

Necessário:

– Disposição para tirar as calças no Metro.

– Capacidade de manter a compostura enquanto o fazes. (i.e.: Não rir.)

– Em princípio, devem trazer-se cuecas ou boxers opacos por baixo. Nada de fios dentais: não tragas nada que mostre mais que um fato de banho. Viajar sem calças não é proibido, mas incomodar os passageiros com a nudez alheia é.

– Trazer kilts, saias, calções, vestidos e collants não conta.

– Podes trazer roupa interior especial, mas por favor nada que transmita a mensagem “Vesti esta roupa interior porque estou a fazer uma cena bué marada e parva!”. O objectivo é os passageiros verem que são pessoas normais, apenas sem calças.

– Se quiseres traz também alguma coisa que costumes usar para passar o tempo no Metro: um livro, um jornal, uns auscultadores, etc.

O No Pants! do ano passado reuniu 900 pessoas em Nova Iorque, e quase 2000 em todo o mundo. A reportagem do evento do ano passado está aqui e recomenda-se: No Pants! ’08

Já é da praxe: espalhem isto pelos vossos amigos, familiares, colegas e vendedores de gelados. Tragam amigos convosco no dia (especialmente amigas, que ficam sempre relutantes nestas coisas).

Para +info usem o blog improvlisboa.blogspot.com, ou o e-mail improvlisboa@gmail.com

Até lá!
Agente Somos,
ImprovLisboa

O ImprovLisboa é um grupo informal urbano centrado em Lisboa. O nosso objectivo é causar situações inofensivas de caos e alegria, despertando sorrisos no dia cinzento da cidade. A última grande missão pública foi o Pillow Fight Club, uma guerra de almofadas amigável que reuniu mais de 200 pessoas na Alameda Afonso Henriques.
 
Em obras até à próxima semana 🙂 esperamos a tua visita
 
 
 
 
 
 
 
 

  

 

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Recentemente a UNICEF elaborou um ranking dos países com mais alta mortalidade infantil; por mortalidade infantil, entende-se a morte de crianças até aos cinco anos, quer por causas neo-natais, quer por doença. O “pódio” está assim formado:
1º SERRA LEOA : 270 por mil;
2ºANGOLA : 260 por mil;
3ºAFEGANISTÃO :257 por mil.

Do Afeganistão, ressalta a herança taliban que proibia os cuidados de saúde às mulheres; de Angola, causa-nos uma revolta maior quando se sabe as infra-estruturas que deveriam ser criadas com a riqueza do petróleo, diamantes,etc., que alimenta a oligarquia do MPLA; da Serra Leoa, a miséria comum a outros países africanos.
A Suécia, Singapura e San Marino têm a taxa mais baixa de 3 por mil; Portugal apresenta um excelente 167º (em 189) lugar com 5 por mil.
Outros países de expressão portuguesa:Guiné-Bissau em 11º com 200 por mil; Moçambique em 22º com 138 por mil; São Tomé em 43º com 96 por mil; Timor em 65º com 55 por mil; Cabo Verde em 83º com 34 por mil.

Estes dados referem-se a 2006. O Relatório realça os progressos de Timor, Nepal, Malawi, Cabo Verde e Índia. Esperemos que os responsáveis timorenses continuem os objectivos de diminuir o mais possível a mortalidade infantil , esforço notável tendo em conta as frágeis condições do jovem País. Em contraponto, Angola tem grandes recursos que são criminosamente negligenciados.
Ao todo, por dia, morrem no Mundo 26 mil crianças.
É nosso dever procurar ajudar com meios financeiros e outros este grande drama.

Read Full Post »

Steven Spielberg anunciou que não aceitava ser conselheiro artístico para os Jogos Olímpicos de Pequim em protesto pela política de apoio do regime Chinês ao governo do Sudão responsável pela tragédia do DARFUR.
Esta notícia passou praticamente despercebida, relegada para os cantos dos jornais, e houve até quem se pronunciasse contra a intromissão da política no “ideal” Olímpico.
É mais uma prova de que a comunicação social europeia está enterrada na lama da hipocrisia até à raíz dos cabelos.
Não se admite que se ponha em causa a verticalidade de quem faz valer a sua voz ou estatuto contra o genocídio racista islâmico do Darfur, a maior tragédia no mundo actual, nas palavras insuspeitas de António Guterres, Alto Comissário da ONU para os Refugiados.
Mais de 200 mil mortos e cerca de 3 milhões de refugiados no deserto são motivos mais do que suficientes para condenar o Governo do Sudão e quem o apoia- e a China é um dos principais compradores de petróleo e apoiante de Khartum.
Na Europa, este genocídio é criminosamente esquecido, sob a paranóia do anti americanismo Bushista.
Nos EUA, figuras públicas como George Clooney, Mia Farrow e Spielberg alertam, com o seu peso, para este drama.
A Europa não pode arrogar-se o exemplo da defesa dos Direitos Humanos (vidé Guantanamo), quando atira para o lixo o genocídio de pessoas indefesas.


Read Full Post »

ovosdapascoa.jpg

Será que foi assim???? Hummmm, creio que não!!!

Vou tentar achar outra explicação e já volto 🙂

melita

Read Full Post »

Sabemos que, se a temperatura do planeta subisse, poderia ocorrer uma catástrofe: os gelos se derreteriam e o “casquete” polar antártico emergeria ao ver-se livre do peso da massa gelada. Isto traria como conseqüência uma subida do nível das águas acima dos 400 metros, reduzindo a quase a metade o volume de terras habitáveis.

 

Mas poderia também ocorrer o contrário, algo que já aconteceu. Se o Sol penetra em uma nuvem de poeira cósmica, circunstância que já foi detectada, seus raios perdem intensidade calorífera e luminosa.Os astrônomos comprovaram que desde há alguns anos o sistema solar, em seu constante deslocamento, vai penetrando em uma nuvem de poeira cósmica de enormes proporções (tardaremos 5.000 anos em atravessá-la). Dentro de alguns anos os efeitos começarão a ser sentidos: a Terra começará a morrer de frio. Terá começado outra glaciação.Os efeitos imediatos serão a paralização de toda a classe de cultivos, o aumento de peso dos polos e em conseqüência transtornos no eixo de rotação, vários metros de gelo cobrindo toda a face da Terra e a morte de todos os seres vivos por impossibilidade de continuar existindo em um meio tão hostil. A vida terá que começar novamente a partir da água, como já o fez em um princípio. Esse pode ser o fim do mundo ou, pelo menos, o fim de nosso mundo, o fim de nossa civilização.  Se a densidade da nuvem de poeira cósmica aumenta progressivamente, e isto é o que ocorrerá, não teremos que esperar um século. Celestia Solar System
Viagem pelos sistema solar com Celestia[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=6coM_JCQYlw]melita

Read Full Post »

galaxia.jpgwww.salteadoresdaarca.com

Até agora conheciamos limites ao Universo não se conseguia ir mais além das super galáxias já descritas no Sec. XX, mas eis que em pleno Sec. XXI foi agora descoberta mais uma e de formação mais recente. É inacreditável que o nosso conhecimento a este nível esteja no começo de uma nova era da formação de um outro Universo mais recente que o nosso.

A galáxia, designada A1689-zD1, foi captada pela Câmara Quase Infravermelha e o Espectrómetro para Objectos Múltiplos (NICMOS) do telescópio Hubble e pela câmara infravermelha do Spitzer, e ter-se-á formado 700 milhões de anos depois do nascimento do Universo.
“Ficámos certamente surpreendidos ao descobrir essa galáxia jovem e brilhante que remonta há 13 mil milhões de anos. São até agora as imagens mais detalhadas de um objecto tão distante no tempo”, disse o astrónomo Garth Illingworth, da Universidade da Califórnia e membro da equipa de investigadores.

www.salteadoresdaarca.com

 

Read Full Post »

p34_35.jpg

O mais mágico dos lugares
O verde escuro dos mangais dá lugar ao azul das águas transparentes da praia de Metinaro, a cerca de 30 km da capital. Mais adiante, surgem os arrozais de Baucau e, ao longe, centenas de palmeiras. Uma paisagem de grande beleza apenas ultrapassada pelo oásis de areia branca que se esconde na ponta mais oriental de Timor, no distrito de Lautém. Tutuala é uma praia encantada, escondida na vegetação, e um porto de abrigo banhado por águas cristalinas, de onde partem os barcos dos pescadores para o ilhéu deserto de Jaco, uma reserva de tartarugas. Os timorenses acreditam que se trata de um lugar mágico e, por isso, mantêm a minúscula ilha
intocada.

http://www.rotas.xl.pt/0204/100.shtml

Read Full Post »

Older Posts »