Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Poesia’

ADERE e Divulga :

A partir de dia UM de JUNHO

(Dia MUNDIAL contra a fome)

 

Todos os Portugueses em Portugal  e no MUNDO, coloquem uma

 Bandeira BRANCA à janela

deixem-na até sentirem que

“ O Fim das desigualdades sociais e falta de transparência na nossa sociedade” foi reposta (razão do 25 de Abril?!)

 Pode durar uma vida…mas o POVO somos todos nós!

“Eu tive um sonho…”

 Não pode cair no esquecimento

 

 

Desta vez não tem a ver com Selecções…e futebol

Desta vez tem a ver com sofrimento e perdas de qualidade de vida de todos os  Portugueses que não pertencem aos 10% das estatísticas.

 

Portugal,  Brasil, Angola, Moçambique, Argentina, Venezuela, etc

Sentem… a mesma REALIDADE:

 

“ Os POBRES são MAIS POBRES e os RICOS MAIS RICOS…”

 Iniciados da globalizaºão (Países da lusofonia)

Read Full Post »

 

[YouTube=http://www.youtube.com/watch?v=sGe0r8INQeg]

EmConfissões, livro escrito em 1766, Jean-Jacques Rousseau atribui a frase a uma “grande princesa” e nessa data Maria Antonieta tinha 10 anos e vivia em Viena. Mas interessa-me a frase porque prova que o estômago vazio é que dá horas às revoluções, não a falta de liberdade.

 

O povo de Paris foi cercar o palácio de Trianon, protestando pelo preço do pão, primeiro, e só mais tarde é que decidiu libertar os presos da Bastilha. Segundo o Banco Mundial, o preço dos bens alimentares subiu 83% nos últimos três anos.

 

Para explicar o drama global, nada como a língua global: em inglês, esfomeado (hungry) e revoltado (angry) são palavras próximas na escrita e pronunciam-se de forma ainda mais parecida.

 

Entre o engolir em seco e as barricadas vai um intervalo mais curto que uma digestão saudável.  

 O PÃO, O BIOCOMBUSTÍVEL DAS REVOLTAS   Ferreira Fernandes jornalista ( D.N. )  

 

A economia global tinha como fundamento a prosperidade dos povos e o desenvolvimento a nível global, mais emprego, mais produção, mais riqueza distribuída, menos pobreza, menos miséria.

 

Mas afinal acabou por ser aproveitada para inflacionar os preços, criando riqueza absurda nos ricos já afortunados pela vida, e mais pobreza, mais fome, mais guerras, mais mortes, mais revoltas, desânimo, e aqui e agora começa um novo ciclo mundial.

 

A revolta pelo direito ao pão, que como na economia, vai ser global.  Temos um mundo ao contrário, onde não há fadas, nem varinhas mágicas, nem felicidade. 

Os políticos mundiais (uma maioria de corruptos, durante anos e anos…deu o resultado que temos hoje no mundo – fome e ameaça de fome) desta vez vão ter que transformar as bombas, os canhões, os aviões de guerra, navios de guerra, foguetões, metralhadoras, granadas, em pão. 

É urgente que o façam. Pois a revolta pode bater de novo á porta.

 

 

 

www.salteadoresdaarca.com

 

Read Full Post »

A Indonésia bloqueará no fim de semana o acesso ao site de vídeos YouTube se o portal de vídeos na Internet não retirar do ar os trechos do curta-metragem filmado contra o islã por um deputado holandês, anunciou o governo indonésio.O ministério indonésio da Comunicação solicitou ao portal que retire do ar os trechos de Fitna, que em árabe significa divisão no islã, filme de 17 minutos do deputado de extrema-direita holandês Geert Wilders.O governo anunciou que se não receber uma resposta bloqueará o acesso ao site, com a colaboração dos provedores de acesso a Internet.A Indonésia, antiga colônia holandesa, é o maior país muçulmano do mundo…

 Vídeo 1

[YouTube=http://www.youtube.com/watch?v=QDTI-8KXKMo] 

Vídeo 2/3  www.salteadoresdaarca.com 

Read Full Post »

 Moda 2008

Bloco de gelo de 400 km²  desintegrou-se na Antártida

Um bloco de gelo de pouco mais de 400 km² da plataforma de Wilkins, na Península Antártida, desintegrou-se no mar, no que os cientistas dizem ser mais uma evidência do aquecimento global.

A área  foi de 1.523 km², segundo o IBGE.

Imagens por satélite sugerem que uma parte da plataforma de Wilkins, na península que se projeta em direção à Patagônia, iniciou um processo de desintegração e logo poderá desaparecer.

 

Plataformas são extensões flutuantes do lençol de gelo (com até 4 km de espessura) que cobre a base rochosa da Antártida, segundo o site da British Antarctic Survey (BAS), que monitora a região.

Wilkins, que cobria inicialmente uma área de 16 mil km² (segundo o site da BAS), permaneceu estável pela maior parte do século 20, mas começou a retrair na década de 90. Houve um desprendimento de blocos de um total de mil km² em 1998, ao longo de alguns meses.

Outras plataformas na mesma área do continente já se perderam nos últimos 30 anos, disse a BAS.

David Vaughan, da BAS, disse: “Eu não esperava ver as coisas acontecerem tão depressa assim. A plataforma está presa por um fio – nós vamos ver nos próximos dias ou semanas que destino terá.”

Ao observarem fotos de satélite, os pesquisadores da BAS enviaram um avião de reconhecimento para registrar imagens mais próximas do que estava ocorrendo.

A desintegração foi sinalizada com a formação de um iceberg de 41 km por 2,5 km verificada em 28 de fevereiro. Boa parte da plataforma Wilkins agora está sendo protegida apenas por uma faixa de gelo entre duas ilhas.

Pesquisadores receiam que a ausência da plataforma pode expor geleiras no interior do continente e que são formadas por água fresca. Seu derretimento poderia afetar o nível dos oceanos.

Vaughan fez uma previsão em 1993 de que a porção norte da plataforma de Wilkins desapareceria dentro de 30 anos se o aquecimento da Terra continuasse, mas ele disse que isto está a acontecer mais rápido do que esperava.

“Esta não é uma questão de elevação do nível do mar, contudo, é mais uma indicação da mudança do clima na Península Antártida e de como isto está afetar o meio ambiente”, disse ele.

Segundo os cientistas, a Península Antártida tem passado por um aquecimento sem precedentes nos últimos 50 anos, de quase 3ºC.

Outros pesquisadores acreditam que a plataforma de Wilkins pode resistir por mais tempo, pois o verão na Antártida – período de derretimento de gelo – está chegando ao fim.

Ted Scambos, do Centro Nacional de Informações sobre Neve e Gelo da Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, disse: “Este espetáculo incomum acabou por esta estação. Mas em janeiro próximo nós vamos ver se a Wilkins continuará a desfazer.”

[YouTube=http://www.youtube.com/watch?v=J0a-PrDC-pE]

nandapost1.jpg

www.salteadoresdaarca.com

 

Read Full Post »

[YouTube=http://www.youtube.com/watch?v=M7vs21ZKrKM]

 

Quando os quatro membros de R.E.M. saíram do sul dos Estados Unidos como uma pequena combinação na ainda verde cena independente, nunca tinham imaginado que duas décadas depois seriam uma das bandas mais adoradas do mundo. O grupo obteve o seu nome pesquisando o dicionário. As iniciais representam “Rapid Eye Movement” (Movimento Rápido do Olho), a forma em que se movem os nossos olhos nalgumas fases dos nossos sonhos.
Michael Stipe, Peter Buck, Mike Mills e Bill Berry tocaram juntos há já 20 anos, oferecendo algumas interpretações numa festa numa igreja abandonada perto do campus da universidade de Georgia em Athens. O baixista Mills e baterista Berry já tinham tocado juntos desde a escola secundária; o vocalista Michael Stipe tornou-se amigo de Buck num negócio onde trabalhava o guitarrista. Pequenas actuações continuaram em locais como 40 Watt Club e as interpretações logo foram trocadas por canções originais como Radio Free Europe, lançado em 1981 em Hib-Tone, uma discográfica independente de Atlanta. Logo saíram para a estrada, a fazerem digressões sem parar e construíram uma base de fãs fervorosa. Assinaram com I.R.S. e lançaram o álbum de cinco canções Chronic Town, onde R.E.M. aperfeiçoou a sua onda. Baseada nas cordas fora do ritmo de Buck, as linhas melódicas de Mills, o pulso inventivo de Berry e as capacidades originais de Stipe como vocalista, a música teve um efeito magnífico no álbum de 1983 Murmur. Rock contagiante como 9-9 e Sitting Still foi complementado por momentos de pura beleza como Perfect Circle e Talk About the Passion. O álbum foi catalogado como um dos melhores do ano e fez dos R.E.M. um dos grupos mais exemplares do que se conhecia na altura como “rock universitário

O grupo teve uma pausa em 1990, voltando em 1991 com um novo rumo instrumental. O ruído foi substituído por teclado e emoção pela parte de Stipe. Out of Time continha a canção histórica Losing My Religion, cujo vídeo foi considerado um dos melhores da década pela MTV e VH1. Além disso, foi o disco que lançou até ao impossível a fama de Stipe e empresa na Europa. A partir desse tema, quem não conhecesse R.E.M., não vivia neste planeta.

melita

Read Full Post »

SANTO E SENHA

Deixem passar quem vai na sua estrada.
Deixem passar
Quem vai cheio de noite e de luar.
Deixem passar e não lhe digam nada.
Deixem, que vai apenas
Beber água de Sonho a qualquer fonte;
Ou colher açucenas
A um jardim que ele lá sabe, ali defronte.

Vem da terra de todos, onde mora
E onde volta depois de amanhecer.
Deixem-no pois passar, agora

Que vai cheio de noite e solidão.
Que vai ser
Uma estrela no chão.

(1932)MIGUEL TORGA

    [YouTube=http://www.youtube.com/watch?v=tuCKsqwrDEg]

Intolerância e abuso do poder dos politicos que temos no mundo, leva-os a gastar o dinheiro dos contribuintes, em actos de super ego, esquecendo o que está a acontecer no mundo REAL… /….

www.salteadoresdaarca.com

 

Read Full Post »

 W

……As regiões planas do interior são essencialmente constituídas por terrenos agrícolas, com excepção de algumas zonas ligeiramente acidentadas, e por grandes áreas de pântanos e lagos. A oeste erguem-se montanhas costeiras que atingem, por vezes, mais de 1 000 m de altitude. Cerca de um terço da população vive em Dublim.

http://europa.eu

 

 W

irlanda.jpg

Read Full Post »

Older Posts »