Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 10 de Fevereiro, 2008

 

O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar que tem suas origens na Antiguidade e recuperadas pelo Cristianismo, que começava no dia de Reis (Epifania) e acabava na Quarta-feira de cinzas, às vésperas da Quaresma. O período do Carnaval era marcado pelo “adeus à carne” ou “carne nada vale” dando origem ao termo “Carnaval”. Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. As cidades de Paris e Veneza foram os grandes modelos exportadores da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval francês para implantar suas novas festas carnavalescas.Fonte: wikipedia.org/wiki/Carnaval

A todos os amantes do Carnaval é só clicar nas fotos 🙂

“Quem não ri…não é uma pessoa séria…”

Chaplin

Read Full Post »

De vinte e dois ilustres filósofos, apenas oito se casam. Além disso, são de todos conhecidas as palermices que das suas plumas saíram no momento de falar das mulheres. Nietzsche – aconselhava-os a levar chicotes quando fôssem com elas; Schopenhauer – colocou os pensamentos femininos em relação inversa com o comprimento dos seus cabelos;Hume – considerava-as oportunas naquelas reuniões em que as conversas descambam para o frívolo;Descartes – dizia, é fácil supor que com tonta malícia, que queria escrever de modo tão claro que até as mulheres o compreendessem. Nenhum dos citados, certamente, manteve uma relação estável com uma mulher. Os filósofos, em geral, quando falaram sobre a mulher ou sobre a guerra brilharam.Ou, para ser sinceros, caíram no ridículo.A filosofia é uma actividade apaixonada. Creio ser essa uma das razões para os filósofos permanecerem celibatários.Talvez em filosofia se junte a parte erótica com o pensamento e se produza uma criação interna que não encontra paralelo na obra de arte ou na experimentação.Talvez o filósofo pense que, como Aladino com a lâmpada, vai encontrar a pedra filosofal ou as Ilhas Encantadas….São os filósofos seres intratáveis?

Ou são antes uma espécie algures situada entre o monge e o cientista?

Read Full Post »